adotar-um-software-de-gestao-agricola
Administração Rural Gestão Agrícola

Software de Gestão Agrícola: 6 motivos para adotar a ferramenta

A decisão de adotar um Software de Gestão Agrícola pode ser um fator determinante para o sucesso e eficiência de uma Empresa Rural.

Isso pois através de uma escolha correta será possível obter melhores resultados, pelo simples fato de ter um controle mais preciso e próximo da sua realidade.

Pensando nisso, listamos seis motivos para você produtor entender de vez a importância e o benefício de utilizar tecnologia aí na sua fazenda.

Deixe seu e-mail e receba ofertas exclusivas e muito conteúdo para aprender mais!


6 motivos para adotar um Software de Gestão Agrícola

1 – Administração financeira eficiente

Atualmente nenhuma Empresa Rural sobrevive sem uma administração financeira eficiente e organizada.

Dessa forma, com as margens de lucros cada vez menores e os custos de produção aumentando, é necessário acompanhar de perto e de maneira inteligente os números do seu negócio.

De acordo com pesquisas, empresas com bom desempenho são consequentemente as que aplicam maior esforço no controle das suas finanças, que é acompanhado diariamente.

2 – Maximizar o uso dos maquinários e mão de obra

Otimizar ao máximo o uso dos principais recursos da uma fazenda é fator fundamental para um bom desempenho operacional.

Assim, entender onde o trator e o implemento foram utilizados e quanto de mão de obra foi realmente aplicado em horas úteis no campo, é uma maneira de aumentar a eficiência da sua operação.

Além disso, ao manter um histórico de serviços realizados, podemos criar índices de eficiência da propriedade para cada atividade, por maquinários e mão de obra.

Uma ótima maneira de não perder nada de vista é registrar tudo constantemente e analisar os dados coletados depois.

Um bom software de gestão agrícola, por exemplo, permite que você obtenha respostas para perguntas importantes como:

  • Quantas horas minha mão de obra ficou parada e quanto isto representa em dinheiro?
  • Quantas pessoas eu realmente preciso para operacionalizar minhas atividades, levando em consideração as horas úteis aplicadas?
  • Qual é o custo real da minha hora-máquina?
  • Qual é o percentual de aproveitamento dos meus recursos?

3 – Apuração do custo real de produção

Antes de vender sua produção, você precisa ter em mente o quanto realmente custou todo o processo, do plantio à colheita.

Este fator é um pilar essencial para a sobrevivência do seu negócio, já que a venda por um preço abaixo do custo de produção causa prejuízos que podem arruiná-lo à longo prazo.

Não é indicado esperar a safra terminar para, só depois, apurar os números e descobrir quais foram as áreas que mais impactaram no resultado.

Muitas vezes estes detalhes podem parecer insignificantes mas, somando todos eles, você acaba encontrando pontos de melhoria e de economia.

Consequentemente isso possibilita que você diminua o preço de venda da colheita, ao mesmo tempo em que aumenta o seu percentual de lucro.

Nesse sentido, um bom Software de Gestão Agrícola deve permitir que você tenha a agilidade necessária para analisar tais resultados, em tempo real, sem muito esforço.

Acompanhe diariamente como está seu custo de produção e sua margem de retorno por cada unidade produzida. Acompanhe também quanto do que foi produzido já está comprometido para custear sua safra.

4 – Toda a fazenda em uma só ferramenta

Imagine o seguinte cenário: seu contador usa uma planilha de excel, seu administrador possui outra planilha para se organizar, o agrônomo trabalha com uma terceira planilha de indicadores e, no fim, você precisa juntar todas as informações sozinho para entender como está a sua propriedade.

Agora pense no tempo que seria economizado caso todas essas informações estivessem dispostas em uma única tela, com relatórios disponíveis para você poder ir a fundo na análise da sua Empresa Rural. A boa notícia é:

Um bom Software de Gestão Agrícola fará por você.

A gestão completa com apoiada pela tecnologia une os times agrícola, financeiro, administrativo, fiscal, de fornecedores e clientes e não deixa escapar nada do radar.

5 – Análise de rentabilidade

Durante toda a safra, nós fazemos investimentos na nossa lavoura. Escolhemos os melhores adubos, os melhores defensivos, aplicamos horas de mão de obra e horas máquinas em atividades agrícolas.

Tudo isso sempre visando uma boa produção e bons resultados. No entanto, não podemos nos esquecer que uma vez feito cada investimento, é preciso monitorar e mensurar o seu retorno.

Agora imagina controlar cada um na mão e ter que fazer os cálculos todos na calculadora para entender onde você está acertando e onde precisa corrigir.

Insustentável, né? O tempo do produtor é precioso e precisa ser dedicado o máximo possível às tarefas principais do cultivo.

É aqui que uma boa ferramenta de Gestão Agrícola irá auxiliar e responder algumas perguntas chave, tais como:

  • Quais áreas tiveram o menor custo por hectare?
  • Qual área teve a melhor produtividade e por quê?
  • Qual área gerou mais receita com a venda da produção?
  • Quais delas estão com um desempenho abaixo da média?

6 – Tomada de decisão mais rápida e racional

O objetivo principal de um Software de Gestão Agrícola é permitir que você tenha uma visão clara sobre o seu negócio.

Isso permite que você tome decisões baseado em números e informações relevantes, e não mais em achismos ou a partir da experiência de outros produtores.

Portanto, o tempo que você gasta para tomar uma decisão importante é um fator determinante para o sucesso da sua Empresa Rural:

  • Vender agora ou esperar?
  • Qual será minha margem de lucro no futuro?
  • Quanto de maquinários e mão de obra eu preciso para realizar determinada operação? 

São respostas que você precisa ter frequentemente, de forma rápida e segura, para tomar suas decisões e não ter prejuízo.

Deixe seu e-mail e receba ofertas exclusivas e muito conteúdo para aprender mais!

Teste!

Tendo em mente os tópicos citados aqui, percebemos que além da importância de se adotar um Software de Gestão Agrícola, é também necessário analisar qual sistema que mais se adequará às necessidades da sua fazenda.

Contudo, um fato é que com o bom uso do software escolhido o seu negócio se torne cada vez mais lucrativo.

O que você achou dessas dicas? Deixe nos comentários abaixo quais temas você gostaria de ver por aqui!

Você também pode gostar...