custos-de-producao-agricola
Administração Rural Gestão Agrícola

Custos de Produção Agrícola: como reduzir?

A rotina do produtor rural não é nada fácil. Além do trabalho no campo, há ainda a necessidade de monitorar tarefas administrativas diárias para fechar a conta no fim da colheita, como os Custos de Produção Agrícola.

Mas e se houvesse uma maneira de se antecipar os resultados para poder tomar melhores decisões, sejam eles bons ou ruins?

Bom, certamente para isto acontecer, seria necessário ter informações relevantes em mãos.

Quer receber mais conteúdo exclusivo e aprender sobre o universo agro? Insira seu e-mail abaixo!

Já falamos aqui no Fazenda Lucrativa sobre a Empresa Rural, que engloba um novo olhar sobre como administrar sua propriedade de maneira mais eficiente e moderna.

Como você já não é um amador e provavelmente separa as finanças da propriedade das finanças pessoais, neste texto você aprenderá como se tornar ainda mais profissional.

Portanto, parte fundamental dessa mudança de gestão é realizar o controle de custos da fazenda.

Muito além de apenas ver o suado dinheiro saindo de sua conta corrente, entender para onde ele vai é essencial para ter sucesso no agro.

Como Identificar os Custos de Produção Agrícola?

Primeiramente, precisamos saber que todos os gastos da fazenda podem ser divididos em quatro categorias simples: custos, despesas, perdas e investimentos.

Custos

É o dinheiro gasto para produção rural, relacionados diretamente com a atividade agrícola. Sementes, defensivos agrícolas, adubos, mão de obra, fertilizantes, seguro agrícola, despesas com irrigação, exaustão de cultivo, são exemplos de custos.

Deve ser o principal foco do produtor rural, pois é uma grande fonte de economia e, dessa forma, de maior rentabilidade

Despesas

São gastos não relacionados diretamente a produção rural, como aluguéis, pagamento de contador, combustíveis, lubrificantes, frete.

Perdas

São os gastos imprevistos e que não trazem nenhum benefício ao produtor rural. Assim, perdas na lavoura, multas, danos no patrimônio são alguns deles.

Investimentos

É o dinheiro que sai do caixa para que você tenha maior lucro no futuro, como compra de maquinário ou de outros produtos que aumentem a produção ou eficiência do negócio, como irrigação automática ou alguma tecnologia nova de gestão agrícola.

Agora que entendemos as diferentes classificações de gastos, seguem alguns bons motivos para que você comece a realizar esse tipo de controle.

Por que controlar os Custos de Produção?

Identificar problemas na propriedade

Controlando os motivos que te levam a desembolsar dinheiro na propriedade, pode entender que há recorrência destes gastos em função de algo específico, que pode ter uma solução adequada e que te leve a gastar menos.

Medir os resultados durante o ano

Como disse no começo do texto, se você sabe quanto gastou e quanto falta para fechar o ano, é possível saber se as coisas estão no trilho ou se temos que apertar o cinto.

Identificar oportunidades de investimento

Se estamos gastando muito com determinada atividade, será que não poderíamos otimizar o processo para economizar? Onde devo investir para aumentar a produtividade? Siga o caminho dos custos e irá descobrir.

Reduzir o imposto de renda

Alguns tipos de gastos são dedutíveis do seu imposto de renda, tendo controle dos mesmos durante o ano, a mordida do leão pode doer menos.

Espero que já esteja vendo o valor de se controlar seus gastos. Agora gostaria de explicar melhor como você pode fazer isso. 

Como administrar os custos da fazenda de maneira fácil?

A maneira mais comum que encontramos por aí é por meio de bloco de notas. Basicamente ter um caderninho embaixo do braço e ir anotando o dinheiro gasto.

Realmente é uma das formas de fazer o controle de custos, mas nada cômoda e segura. E se as anotações se perderem? E se algum cálculo for feito errado?

É comum também a utilização de ferramentas digitais como as planilhas de excel, embora nem sempre se tenha um computador a mão para anotar tudo no momento correto.

Essas duas primeiras opções sofrem com uma falha muito grande para a sua Gestão Agrícola: a falta de relatórios automáticos para a tomada de decisão.

Assim, mesmo que o controle seja rigoroso, consequentemente é preciso gastar mais tempo fazendo análises para entender o caminho do dinheiro e identificar os gargalos.

Uma solução um pouco mais robusta é a utilização de softwares comuns de controle de custo. Ainda não é o ideal, mas já é um bom começo.

Controlando custos de maneira profissional e aumentando a rentabilidade

Atualmente já existem softwares específicos para administração rural, os Softwares de Gestão Agrícola, que integram diversas informações sobre sua propriedade e te mostra exatamente onde melhorar.

Veja os custos divididos por área da fazenda, saiba quais talhões consomem mais dinheiro e quais rendem mais. Controle o estoque na palma da sua mão e receba alertas quando alguma matéria prima estiver acabando.

Funções para livro-caixa rural, rastreabilidade e emissão de notas fiscais eletrônicas também são encontradas nesses softwares!

São muitas as vantagens do uso da tecnologia na gestão. Imagine os métodos antigos como seres humanos colhendo manualmente a produção rural, enquanto o software representasse um trator de última geração.

Faz muita diferença, né?

Quer receber mais conteúdo exclusivo e aprender sobre o universo agro? Insira seu e-mail abaixo!

Comece já a controlar custos com a ajuda da tecnologia!

Você já faz o controle automatizado de custos na sua fazenda? Está iniciando?

Conte-nos sua experiência nos comentários e vamos trocar idéias!

Ah, e temos um presente para você! Acesso gratuito para testar nosso Software de Gestão Agrícola e ter todos os benefícios que citamos no texto.

Chega de perder dinheiro! Cadastre-se aqui e comece já.

Você também pode gostar...