Gestão Agrícola Produção Rural

Sementes Alternativas Emerald: A revolução no plantio da cana-de-açúcar

Por muito tempo, o sonho do setor sucroalcooleiro sempre foi plantar cana-de-açúcar como se planta grãos, ou seja, via sementes. 

Felizmente isso pode não estar tão longe de acontecer.

Uma inovadora tecnologia desenvolvida pela Syngenta, multinacional líder no segmento agrícola, começa a mostrar que o sonho está prestes a se tornar realidade. 

Esse é o objetivo do método Plene Emerald, caracterizado pelo uso de sementes artificiais de cana.

Insira seu e-mail para receber ofertas e conteúdos exclusivos do Fazenda Lucrativa!

Essa tecnologia vem sendo trabalhada há mais de 10 anos pela empresa e finalmente parece estar próxima de ser lançada.

Ao que se sabe, diversos canaviais de testes já foram implantados e os resultados são bastante animadores.

A tecnologia promete revolucionar drasticamente o setor, tornando-o mais eficiente, produtivo e ainda colaborando na sustentabilidade do plantio.

Sementes Alternativas Emerald: o que esperar?

As sementes alternativas Plene Emerald, desenvolvidas pela Syngenta, podem mudar muito a rotina dos produtores de cana, e para melhor.

O grande diferencial da tecnologia é a simplificação do plantio, com a cana passando a ser plantada da mesma forma que o plantio de grãos, como soja e milho. 

Nesta tecnologia, as sementes serão colocadas (de forma manual ou mecânica) em intervalos de 20cm e de 10cm a 15cm de profundidade, em um total de 200 quilos de sementes artificiais por hectare.

Ou seja, bem diferente das quase 20 toneladas que se plantam hoje utilizando os toletes de cana.

Estas sementes artificiais de cana são caracterizadas como propágulos vegetativos recobertos de uma cera, formando assim uma espécie de invólucro.

Dentro desse invólucro, haverá gemas suficientes e aptas capazes de emergir novas plantas. 

O material que a recobre a semente a protegerá de qualquer tipo de batida e, mais que isso, será capaz de evitar a desidratação.

Além disso, a Syngenta explica que essa semente artificial será revestida de defensivos agrícolas que ajudarão a dar maior vigor a planta.

Benefícios desse novo sistema de plantio da cana-de-açúcar

Além de permitir o plantio de “sementes artificiais”, substituindo os tradicionais toletes de cana, a Plene Emerald oferece muitos outros benefícios que certamente vão estimular seu uso.

Entre os benefícios mais significativos da inovação, pode-se ressaltar:

  • Simplificação do processo, com o uso de máquinas mais leves, número de plantadoras sendo reduzido pela metade e o de tratores para 1/4 do que é usado atualmente; 
  • Redução do uso da mão de obra, passando de 125 para 13, segundo estimativas da empresa;
  • Garantia de sanidade e pureza vegetal;
  • Aumento da produtividade, já que o Plene Emerald traz a mesma sanidade e vigor encontrados no Plene PB, a muda pré-brotada;
  • Elimina a necessidade de compactação do solo e evita trânsito intenso de maquinário pesado, beneficiando o meio ambiente;
  • Elimina os viveiros, pois as sementes artificiais serão plantadas diretamente para fins comerciais, o que aumentará em cerca de 30% a produção das usinas e dos fornecedores.

Economia é o ponto alto da nova tecnologia

Outro destaque das sementes artificiais Emerald a é a redução dos custos, sendo esse de extrema importância para produtores rurais e usinas.

No sistema de plantio convencional atual, o CAPEX chega a R$ 20 m, o OPEX a R$ 10 m/ano e o rendimento por máquina a 4 hectares por turno. 

Já a utilização do Plene Emerald resultará em um CAPEX de R$ 2-4 m, um OPEX de R$ 1 m/ano, além de um rendimento de máquina em torno de 8 hectares por turno.

Insira seu e-mail para receber ofertas e conteúdos exclusivos do Fazenda Lucrativa!

Quando as sementes artificiais chegam ao mercado?

Como já ressaltado, a tecnologia das sementes artificiais Plene Emerald já está em desenvolvimento há mais de 10 anos com resultados de experimentos internos e externos bastante otimistas.

Por isso mais um passo começa a ser dado. A Syngenta já iniciou a fase de testes em clientes atendidos pela empresa, como usinas e alguns produtores agrícolas.

Neste primeiro momento, duas variedades de cana estão validadas para o Plene Emerald, a RB 966928 e a CTC 4.

Para 2020 estão sendo validadas mais duas variedades que figuram entre as mais plantadas, além de outras duas variedades transgênicas do CTC.

A expectativa da empresa para os próximos anos é disponibilizar sementes artificiais das dez variedades de cana mais plantadas no Brasil.

A multinacional ainda afirma que em breve mais de 300 hectares serão plantados com as sementes artificiais Plene Emerald.

Além disso, nessa fase já será utilizado o protótipo da plantadora adequada, que deve ser disponibilizada ao mercado juntamente com as sementes.

O preço da nova semente quanto o início da comercialização ainda não foram definidos, mas acredita-se que essa tecnologia proporcione uma redução no custo de produção da cana de forma bastante significativa.

O que você achou da novidade? Comente aqui embaixo se você ficou animado com a novidade e compartilhe-a com sua rede de contatos!

Você também pode gostar...