gestao-de-pessoas-no-agronegocio
Administração Rural

Gestão de Pessoas no Agronegócio: Qual É o Impacto no Ambiente?

O produtor rural chamado no passado de fazendeiro, hoje é intitulado como empreendedor agrícola.

A mudança é motivada pela conscientização do produtor sobre a nova realidade dos desafios e transformações no ambiente em que está inserido.

Antigamente o gestor rural estava preocupado apenas com aspectos voltados à produção e comercialização dos seus produtos e serviços. 

Agora, além dessas funções, ele também precisa se atentar à gestão estratégica do seu negócio e, ainda, refletir sobre questões como: se os recursos produtivos estão sendo bem utilizados; como está a gestão de pessoas do seu empreendimento e o nível de satisfação dos seus colaboradores.

A importância da gestão de pessoas na sua fazenda

O capital humano é um dos mais importantes ativos dos empreendimentos, considerando que os custos com mão de obra e encargos sociais interferem diretamente nos custos de produção

O gestor rural hoje, deve buscar sempre a adoção de políticas que instiguem o desenvolvimento profissional e o nível de comprometimento dos colaboradores

Estas políticas, somadas a uma remuneração adequada, conforme as competências e habilidades individuais, promovem a satisfação e qualidade de vida no ambiente de trabalho.

Todo este planejamento na gestão de pessoas, resulta em benefícios como: redução da rotatividade do quadro de funcionários e aumento da produtividade dos trabalhadores.

Entendendo a gestão estratégica de pessoas

A gestão estratégica de pessoas pode ser definida como a função organizacional destinada a treinar, desenvolver, motivar e manter os recursos humanos da empresa. 

Um de seus principais papéis consiste em buscar o equilíbrio entre os objetivos organizacionais e as necessidades dos empregados.

Entre os aspectos fundamentais da Gestão Estratégica de Pessoas está relacionado itens como entender a diversidade entre seus colaboradores, os conhecimentos, habilidades e competências distintas. 

É necessário entender que os colaboradores são como parceiros da empresa, capazes de conduzi-la à excelência se estão satisfeitos e se sentem valorizados no ambiente de trabalho.

A organização do seu quadro funcional

Para o organização do quadro funcional, o gestor agrícola deve refletir e fazer questionamentos como:

  • Os recursos produtivos da propriedade estão sendo bem utilizados?
  • Como está a gestão estratégica de pessoas do seu empreendimento?
  • Qual o nível de satisfação dos colaboradores da propriedade?
  • Como está a retenção de talentos?
  • Está valorizando as pessoas dentro da propriedade?
  • Como é o clima de trabalho entre os funcionários?

Para que se tenha uma visão estratégica da empresa, é imprescindível que se desenhe a organização em forma de um organograma, demonstrando o fluxo das comunicações verticais e horizontais.

É necessário conter os níveis estratégico (tomada de decisões), tático (gestão e coordenação) e operacional (execução), onde estejam claramente posicionados todos os processos técnicos, administrativos e operacionais.

organizacao-do-seu-quadro-funcional

Após a definição de posicionamento de cada processo na estrutura organizacional, eles devem ser descritos objetivamente, transparecendo sua finalidade e elencando todas as ações demandadas para sua efetiva execução, como ainda, suas inter-relações com as demais áreas inseridas no organograma.

Assim, é possível dimensionar o quadro funcional e os cargos demandados ao cumprimento das rotinas. 

Para ter um controle de todos os processos e atividades que envolvem sua fazenda, algumas ferramentas podem servir como auxiliadoras, como o Software de Gestão Agrícola da eAgro.

Nele é possível fazer a gestão de todos os processos envolvidos na sua produção, controlando se foram concluídos ou não, quais foram os colaboradores que participaram da atividade, a data de realização e tempo demandado.

Essas informações fornecem embasamento à formulação da estrutura de políticas de gestão estratégica de pessoas, que pode ser dividida em módulos, como:

Estratégico: programa de participação nos lucros e /ou resultados;

Tático: remuneração sistematizada de equipe, recrutamento e seleção estruturada de pessoas como forma de capturar talentos e integração de equipe, visando melhoria no desempenho das atividades;

Operacional: avaliação de desempenho, capacitação e desenvolvimento de pessoas, segurança, higiene e medicina do trabalho.

E na sua fazenda, já está implantando políticas de gestão de pessoas? Compartilhe conosco e assine nossa newsletter para ficar por dentro de todos artigos que são postados semanalmente.

Você também pode gostar...